Obs. Parte da nossa responsabilidade como guias consiste em avaliar as habilidades em escalada de nossos convidados e encontrar a via mais apropriada para eles. A Urca é o melhor lugar para conduzir essa avaliação, que ocorre numa conversa sobre a experiência prévia do escalador quando encontra o guia pela primeira vez.

Vias e Setores

Dicas e Sugestões

Onde Escalar – A Urca concentra uma enorme quantidade de vias de escalada com os mais variados estilos e dificuldades, e é considerada a zona de escalada mais desenvolvida e com maior tradição no país. Localizada entre os bairros de Botafogo e Copacabana, é também provavelmente um dos centros de escalada mais facilmente acessíveis no mundo, com oferta de transporte público que te leva até o pé da montanha, caminhadas de aproximação curtas (entre 5 e 30 minutos) e descidas onde é frequente o uso do teleférico. No Pão de Açúcar e nos seus arredores você sempre encontra algo interessante para escalar seja qual for o seu grau de experiência e é sem dúvida o melhor lugar para começar suas aventuras nas pedras do Rio.

 

Se você já explorou as possibilidades da Urca e quer conhecer o Rio por outro ângulo, vale a pena conferir as escaladas no Parque Nacional da Tijuca. O acesso é um pouco mais complicado por transporte público, mas é na Floresta da Tijuca onde encontra-se a rocha de melhor qualidade na cidade, e escalar tendo a floresta como cenário e uma temperatura sempre mais amena que no resto da cidade somam ainda mais pontos a favor da Floresta da Tijuca. Especialmente para quem gosta de escalada esportiva forte vale muito a pena visitar o Campo Escola 2000 e a Barrinha, ambas “falésias” são cheias de ótimas vias bem protegidas variando entre 15 e 30 metros de extensão, a maioria acima do 7c Brasileiro.

 

Quando Escalar – É possível escalar durante o ano todo mas a temperatura pode ficar extremamente alta no verão (acima dos 40º C) e escalar debaixo do sol pode ser perigoso para a saúde. Se você estiver por aqui entre os meses de Dezembro e Março, o que é muito comum por conta do Ano Novo e do Carnaval, por favor leve a sério nossas recomendações e dependendo da orientação da face escalada esteja preparado para começar realmente cedo de manhã ou para terminar após o pôr do sol. Precauções desse tipo ajudam a manter você e seu guia felizes e com boa saúde durante a escalada.

 

A chuva pode ser outro empecilho que deve-se levar em consideração durante o verão. As chamadas “chuvas de verão” no fim de tarde são comuns e podem formar-se muito rapidamente. É normal que tenhamos que remarcar no último minuto quando isso acontece, e por conta disso sempre sugerimos que você agende sua escalada para os primeiros dias da sua visita à cidade, assim podemos fazer uma segunda tentativa caso chova. As escaladas na serra costumam ser mais complicadas nessa época do ano também, tanto por muitas das vias clássicas ficarem molhadas por vários dias após uma chuva forte, como também pela tendência de ocorrência de tempestades elétricas nessas áreas. Escalar o Dedo de Deus por exemplo geralmente requer começar antes de amanhecer para evitar a chance de ser alcançado por uma tempestade na parede.

 

Os melhores meses para escalar na cidade são entre Maio e Setembro, quando geralmente há menos chuva e a temperatura é mais amena. Se você estiver vindo para escalar e puder escolher a época venha durante o inverno local. Esse conselho é obviamente ainda mais importante para quem planejando escalar nas montanhas das serras fora da cidade. O clima é em geral mais estável e é até possível escalar debaixo de sol nos dias mais frios, tornando o planejamento muito mais simples e as horas passadas sobre a rocha muito mais agradáveis.

 

Inclusive no inverno é bom começar cedo também. O esporte vem crescendo muito por aqui nos últimos anos e a escalada está se tornando mais popular entre os cariocas. Especialmente nos finais de semana e feriados é grande a chance de encontrar mais de uma cordada pretendendo escalar as vias clássicas, o que muitas vezes provoca atrasos e desconfortáveis esperas pendurados nas reuniões. Portanto é recomendável começar bem cedo para tentar ser o primeiro a fazer as trilhas de aproximação e assim evitar congestionamentos na parede.

Ponto de Encontro / Como se movimentar - A zona Sul do Rio conta com boas opções de transporte e é bastante fácil chegar à Urca de ônibus, metrô, taxi, bicicleta ou até a pé dependendo de onde você estiver na cidade. Há ônibus vindo do centro da cidade (107) assim como da zona Sul (581 e 582). Lembra-se de descer do ônibus na Praia Vermelha, antes de entrar na parte residencial da Urca.

 

Táxi é outra opção conveniente e fácil, e geralmente não tão cara exceto para quem vem de muito longe, qualquer taxista na cidade sabe como chegar no Pão de Açúcar. Quem vem desde Botafogo ou Copacabana pode dar uma olhada no mapa local e talvez se anime a ir a pé, que pode levar de 15 a 30 minutos dependendo de onde se sai.

 

Nosso ponto de encontro com os clientes é sempre o mesmo, ao lado da pequena estátua de um soldado, em frente à entrada do Bondinho (teleférico). É um lugar central e fica fácil de nos identificar ao lado da estátua com o equipamento de escalada na mochila.

 

Clima e Política de Cancelamento - Como mencionamos acima, o clima no Rio pode ser bastante imprevisível, o que às vezes nos obriga a cancelar ou remarcar algumas escaladas. Quando chove a rocha fica escorregadia e por motivos de segurança preferimos não trabalhar nessas condições. Nós sempre re-contatamos nossos clientes na véspera do dia marcado para confirmar a previsão climática. Devido à grande quantidade de montanhas na área é muito comum o prognóstico errar e no fim os dias que prometiam chuva acabarem sendo alguns dos melhores dias para se escalar. Por esses motivos pedimos paciência e flexibilidade de nossos clientes. Em dias de grande instabilidade é normal que façamos um último contato de confirmação até mais ou menos 30 minutos antes da escalada.

 

Nós não cobramos nenhum depósito ou taxa de cancelamento. Após anos de experiência chegamos à conclusão de que essa é a maneira mais fácil e justa de trabalhar. Isso nos dá menos dor de cabeça caso haja um cancelamento devido ao clima, e por outro lado dá ao cliente mais flexibilidade no caso de uma mudança de planos inesperada. Na maioria das vezes esse sistema funciona bem para todo mundo e raramente ficamos frustrados com um não comparecimento. Pedimos portanto respeito da parte dos clientes avisando-nos com no mínimo 24 horas de antecedência em caso de cancelamento. Lembre-se de que oferecemos um serviço de guia personalizado e que na maior parte das vezes o seu guia vai estar lá para escalar somente com você, o que significa que se você não aparecer está prejudicando diretamente ao guia. Por favor não faça isso. É bom lembrar também que não é boa ideia sair para encher a cara quando vai acordar cedo para escalar no dia seguinte. Embora seja notório nosso gosto por uma cervejinha ocasional e não tenhamos absolutamente nada contra, são incontáveis os casos de escaladores que veem as suas aspirações arruinadas pela maldita ressaca de caipirinha. Melhor deixar para depois da escalada!

 

Estilo e Técnica - A rocha no Rio é majoritariamente gneiss ou granito e escala-se principalmente em agarras e em aderência. Espere encontrar muitas agarras pequenas e muito trabalho delicado para os pés. É importante boa técnica e equilíbrio. Muitas vezes até nas vias mais fáceis não importa quanta força você tem nos dedos, se você não souber usar o pé não consegue sair do lugar. Com a recente explosão da escalada “Indoor”, é comum ver escaladores de muro frustrados com os estilos e graus locais. Se você não estiver acostumado a esse tipo de escalada sugerimos começar por graus abaixo do que você normalmente escala e dar a si mesmo a oportunidade de se habituar à rocha e ao estilo locais.

 

Muitas das melhores escaladas no Rio são vias longas de múltiplos esticões que requerem o uso de certos procedimentos de segurança. É de grande utilidade quando a pessoa com quem escalamos sabe dar segurança para o guia, limpar o esticão vindo de segundo, sente-se confortável pendurada nas reuniões e sabe como rapelar com segurança.  Embora esse conhecimento prévio não seja obrigatório, certamente facilita muito as coisas. Se você não tem familiaridade com tais procedimentos avise-nos de antemão, todos nossos guias são instrutores certificados que podem mostrá-los o caminho das pedras e o Rio é um ótimo lugar para ganhar mais experiência.

 

Equipamento - Podemos prover todo o equipamento necessário para quem não trouxer o seu próprio, mas há alguns itens que você talvez queira trazer de casa se puder. Lembrando que algumas das melhores vias por aqui são de vários esticões de corda, vir preparado com um par de sapatilhas já amaciadas e confortáveis pode fazer muita diferença após 2 ou 3 cordadas. Além de sapatilhas de escalada, o restante do kit básico que você vai usar escalando com a gente seria: baudrier (cadeirinha), capacete, aparelho de segurança (tipo atc) com mosquetão de trava, magnésio, solteira (auto-seguro) e um cordelette para rapelar seguramente. Esses outros itens conseguimos prover com mais facilidade, mas em geral será mais confortável escalar com o equipamento com o qual já esteja habituado.

 

Além do equipamento de escalada é sempre aconselhável vir com roupas confortáveis, bom tênis para as aproximações, bastante água, uma mochila pequena para levar suas coisas enquanto escala, algum documento com foto e repelente contra mosquitos. É também recomendável manter câmeras e celulares sempre clipados e presos ao baudrier quando tirar fotos na parede. Além de evitar a perda de equipamento caro, esse hábito também protege quem esteja abaixo de você caso deixe cair alguma coisa.

 

Se você estiver planejando trazer seu próprio equipamento e escalar por conta própria é bom saber que a maioria das vias é protegida por grampos e escalável com uma corda de 60 metros. Um set de 12 a 15 costuras de tamanhos variados é suficiente para escalar quase de tudo, com a exceção de algumas vias onde se mistura proteção fixa com móvel (e mesmo nessas um só rack de friends e alguns nuts protegem bem). É possível comprar bons guias impressos na banca de jornal próxima à entrada do bondinho na Urca. A maioria das vias é grampeada de acordo com o estilo local, ou seja, com alguma distância entre os grampos. A vias clássicas costumam ter boa manutenção e quase sempre grampos duplos nas reuniões. Vias menos frequentadas nem sempre estão em boas condições e os escaladores devem fazer sua própria avaliação a respeito da qualidade dos grampos. Não é incomum ter que voltar ao grampo de baixo para fazer a parada com algum back up escalando no Rio.

 

Ética Local - Algumas das aproximações para as vias mais populares são também caminhadas muito frequentadas especialmente nos finais de semana. Esse tráfego intenso de pessoas tem um forte impacto nas mesmas trilhas e nos seus arredores. Por favor ajude-nos a tentar diminuir esse impacto mantendo-se dentro dos limites das trilhas e recolhendo todo o lixo que eventualmente encontrar no caminho. Muitas de nossas paredes são cobertas por vegetação e muitas vezes passamos por ninhos de pássaros enquanto escalamos, portanto tente minimizar o impacto gerado pela presença humana nesses ambientes evitando a prática de rapel quando possível, tentando deixar as plantas e animais em paz e ficando atento aos avisos de interdições temporárias em vias de escalada. Nunca adicione ou remova nenhum tipo de proteção fixa em vias de escalada sem a prévia autorização dos conquistadores. Seja gentil com as agarras em setores onde a rocha é mais quebradiça. É muito triste quando uma agarra chave se quebra em alguma via clássica alterando a característica da via, as vezes até impossibilitando a escalada livre no trecho em questão. E por último mas não menos importante, divirta-se!

 

Links Úteis

Abaixo segue uma compilação de alguns links úteis e/ou interessantes:

Clima local

- Windguru – Site de previsão do tempo bastante  razoável.

- Climatempo – Outra opção de previsão. Geralmente confiável

 

Lojas de Escalada no Rio

- Equinox – Tradicional loja de escalada no Centro do Rio.  Também fabricam mochilas e roupas de boa qualidade.

- Le Chen – Pequena loja localizada na Galeria River no Arpoador, no meio das lojas de surf.

- A5 – Outra boa opção, com preços mais amigáveis, na Barra da Tijuca.

 

Hospedagem

- CASALEGRE – Uma guest house extraordinariamente charmosa em Santa Teresa perto do Largo dos Guimarães. São boas pessoas e sempre foram bons parceiros nossos.

- Casa Beleza – Another great guest house (practically a castle) here in Santa Teresa.  This one is close to our favorite local bar, Gomes, and is run by our good friend Bindu.

- Casa Cool Beans – This small, luxurious, relaxed guesthouse opened in Santa Teresa in December of 2010 and is already #1 on Trip Adviser! The owners Lance and David are incredibly welcoming and helpful.

Submitting Form...

The server encountered an error.

Form received.

 Copyright © 2016 - Climbing in Rio - email: info@climbinrio.com - phone: +55 21 99328.5904 / +55 21 96924.9250

criação e desenvolvimento ideiacafe design e comunicação